segunda-feira, julho 29, 2013

Matéria de Ernesto Barros para o JC a respeito do 1o. Recife Exploitation

Recife Exploitation Parte 2: Três dias de alegria

Não é exagero dizer que a última semana foi uma verdadeira prova de fogo para mim. Os três dias de Julho em que apresentei a 2a. parte do Recife Exploitation, evento interrompido pelas manifestações de 20 e 21 de Junho, foram de uma correria só. Eu chegava em casa, me arrumava, engolia um sanduíche e me mandava para a Fundação Joaquim Nabuco. Só dava tempo para fazer exatamente isso. Ah, e sem falar que eu ainda dava uma divulgadinha pelo Facebook antes dos início das sessões graças ao celular no meio do caminho para casa e para a sessão ou pelo meu notebook no próprio ambiente da Fundação, tirando uma casquinha no Wi-Fi do Café Castigliani. E quando eu chegava em casa, sofria um apagão e já acordava para encarar o dia seguinte.

Enfim, caro amigo e leitor, só dei a real no 1o. parágrafo para dizer a você que não adianta reclamar que eventos desse tipo não acontecem na minha ou na sua cidade. É preciso descruzar os braços e fazer, especialmente se você sentir que pode contar com o apoio de gente que tenha simpatia pela sua pessoa e seu trabalho. Se não o tiver, faça por merecer e consiga esse apoio para fazer um evento. É trabalhoso? Sim, isso é. Mas se você for inquieto como eu, você também achará esse trabalho prazeroso. A maior recompensa vem do reconhecimento, na forma de um sorriso sincero de seu espectador, de um "muito obrigado", de um "quando será o próximo evento?".


O que me deu um gás tremendo para realizar essa 1a. mostra foi usá-la como uma plataforma para o lançamento do livro Cemitério Perdido dos Filmes B: Exploitaiton aqui no Recife. A publicação da Editora Estronho - organizada pelo compañero Cesar Almeida - é um belíssimo projeto do qual eu sempre demonstrarei a minha extrema gratidão e orgulho por ser parte dele. Outra coisa que me fez seguir em frente foi simplesmente pensar que eu seria o responsável por exibir um filme como BANQUETE DE SANGUE na Sala João Cardoso Ayres. É sempre muito bom se sentir "culpado" pelo prazer e diversão proporcionados ao seu público. E olha que ainda tivemos vários outros filmes essenciais e extremamente divertidos nesta 1a. edição do Recife Exploitation.


Mas voltemos a falar da 2a. e última parte do evento, ocorrida de 22 a 24 de Julho. ATÉ O VENTO TEM MEDO foi o filme exibido na segunda-feira, dia 22. Tivemos uma noite chuvosa e de trânsito complicado, talvez tenha sido por isso que o público tenha sido tão reduzido. Uma pena. O que importa é que tivemos uma excelente sessão, com os espectadores imersos na deliciosa construção de uma atmosfera da mais genuína tensão e incerteza por parte do grande trabalho do diretor Carlos Enrique Taboada. A última fala de Diego, o jardineiro do colégio interno de garotas aonde toda a história se desenvolve, certamente gelou a espinha de todos os presentes (eu incluso).



Já a terça-feira foi gozação pura, na sessão dupla de BANQUETE DE SANGUE do grande H. G. Lewis (que dispensa maiores comentários) e o Filme Surpresa, WEREWOLF IN A WOMEN'S PRISON de Jeff Leroy. O longa de Leroy, produzido e lançado no ano de 2006, é uma bela prova de que o cinema exploitation continua a ser realizado hoje. Feito com um orçamento mixuruca, cenários ultra-falsos e uma abundância de nudez gratuita, o charme deste filme reside no roteiro cheio de referências e amor ao cinema exploitation e na mais completa cara de pau do seu realizador e equipe fazerem de tudo para o longa ser um espetáculo de sanguinolência e putaria do início ao fim. E eles conseguem esse feito com louvor. Tanto em BANQUETE quanto em WEREWOLF, o clima Grindhouse tomou conta da João Cardoso com muitas risadas do público presente, que praticamente lotou a sala durante esta noite.



Clima esse que voltou a dominar a sala de exibição com a aguardada sessão de ZOMBIO 2 - CHIMARRÃO ZOMBIES, com direção, roteiro e produção de Petter Baiestorf. Exibimos o 1o. corte do longa que, visivelmente, ainda carece de uma trabalhada no tratamento de som e imagem, uma enxugada aqui e ali para aumentar o ritmo da montagem mas ainda assim... UAU, o que é isso, minha gente? Há muito o que se falar do quanto esse filme é importante para a história do exploitation brasileiro, do jeito que ele já está. Parabenizo de coração a Petter, Gurcius Gewdner, Coffin Souza, Leyla Buk, Gisele Ferran, Leo Pyrata, Elio Copini, Flavio C. Von Sperling, Airton Bratz, Douglas Domingues, Cristian Verardi, Felipe M. Guerra, Rodrigo Aragão, enfim... toda a galera que se juntou e realizou essa beleza de filme. Eu não poderia ter escolhido algo mais especial do que ZOMBIO 2 para encerrar o evento e agradeço, novamente, a Petter pela sua alegria e carinho em compartilhar o seu novo filme com o público recifense. 

Encerro a postagem agradecendo mais uma vez a todos os que estiveram presentes no evento e a todos que divulgaram e apoiaram o 1o. Recife Exploitation. Tomara que a 2a. edição seja ainda melhor. Até o próximo evento!

quarta-feira, julho 24, 2013

E o 1o. Recife Exploitation chega ao seu fim...




A divertidíssima sessão do 1o. corte de Zombio 2: Chimarrão Zombies encerrou o 1o. Recife Exploitation - Parte 2: O Retorno com chave de ouro. O filme é uma lindeza só do início ao fim e o público presente se divertiu e muito ao longo da sessão. Eu ainda tenho muito a dizer sobre os últimos três dias em que exibi 4 longas tão singulares e especiais na Sala João Cardoso Ayres, sobre o clima de "drive-in" que tomou conta da sessão dupla de ontem e na exibição do ZOMBIO 2, mas a verdade é que agora eu estou bem cansado. Darei o dia de hoje por encerrado e com a sensação de dever cumprido. 

Agradeço mais uma vez à Fundação Joaquim Nabuco por ceder o espaço para a realização do evento e a Luiz Joaquim e Kleber Mendonça Filho pelo apoio, aos realizadores Petter Baiestorf e Jeff Leroy pela alegria em compartilhar seus filmes com o nosso público, ao apoio dos amigos que foram ao evento e a todos que certamente iriam se Recife não estivesse tão longe deles, Luiz Joaquim (novamente), Ernesto Barros e Júlio Cavani pelas matérias sobre a mostra na Folha, JC e Diário, aos brothers do Toca o Terror, Juvenatrix Fanzine, Revista O Grito!, Revista Continente ... enfim, agradeço de coração a todos os veículos de comunicação que ajudaram a promover essa 1a. edição do Recife Exploitation que foi modesta em recursos, mas enorme em matéria de alegria e prazer para o seu organizador e o seu público (espero que eu esteja certo com relação ao público... hahaha). Obrigado também a todos os que estiveram presentes, fiz esse evento pensando única e exclusivamente em vocês.

É isso aí. Boa noite e até o próximo evento!

sábado, julho 20, 2013

Werner Herzog em sessão dupla no Cineclube Dissenso


Neste sábado (20/07), o Cineclube Dissenso exibirá, às 14h, na SALA JOÃO CARDOSO AYRES, 'Terra do Silêncio e da Escuridão' (Alemanha, 1971), um dos documentários mais vigorosos e sensoriais da carreira de Werner Herzog. Nesse longa-metragem, o cineasta alemão acompanha a história da cego-surda Fini Straubinger, uma senhora que depois de sofrer um acidente na infância, perdeu gradualmente a visão. Durante a adolescência, ela foi obrigada a ficar apenas na cama, sem tratamento específico, o que resultou na perda também gradual de sua audição. Fini permaneceu na cama por quase 30 anos até ser “acordada” e passar a atuar na instrução e cuidado de outros deficientes auditivos e visuais. Mais do que um filme sobre a sofrida trajetória da mulher, da quase vegetação ao ativismo constante na luta pelo tratamento de outros cego-surdos em seu país, Herzog consegue se desviar do caráter apelativo e piegas mais óbvio, apresentando um filme sobre o tato como experiência. Desse modo, o ato de tocar o mundo (os animais, as plantas, o avião) e tocar os outros (os toques das mãos como forma de comunicação e de contato privilegiado) se estabelecem como questões vitais para a câmera do diretor. Herzog tenta captar a dimensão táctil supostamente impossível ao cinema. A produção foi sugerida ao cineclube pela professora da graduação em Cinema e da Pós-graduação em Comunicação (UFPE), Angela Prysthon.

A sessão será aberta pelo curta 'Últimas Palavras' (Alemanha, 1968), também de Herzog, sobre o derradeiro homem a deixar a ilha de Spinalonga, conhecida por ser um reduto de leprosos. O cineasta mostra o personagem que se recusou a abandonar a ilha e foi, então, forçadamente tirado de lá, abandonando a partir de então as palavras, criando um contraste com os outros entrevistados que não param absolutamente de dizer coisas. A entrada é gratuita.

SERVIÇO
Cineclube Dissenso
Últimas Palavras (Alemanha, 1968), de Werner Herzog
Terra do Silêncio e da Escuridão (Alemanhna, 1971), de Werner Herzog
Sábado, 20 de julho - 14h
Sala João Cardoso Ayres
Entrada Gratuita

quinta-feira, julho 18, 2013

Nascido em 17 de Julho


Blog Vá e Veja, nascido em 17 de julho de 2006. 7 anos de existência. Parabéns, seu moleque travesso. Daqui a pouco você estará assistindo uns softcores de madruga com o volume baixinho para não acordar ninguém em casa com os gemidos escandalosos das atrizes. :)

TOP 10 - Aniversariantes de hoje

Por uma bela coincidência em suas vidas, três realizadores cujo trabalho eu gosto e muito de acompanhar e (por que não?) rever fazem aniversário nesta quinta-feira, 18 de julho. Como homenagem a eles, resolvi fazer algo que geralmente eu não tenho o menor costume de fazer: listas de favoritos. Até porque volta e meia eu mudo de idéia sobre esses filmes, mas eu consegui abrir uma exceção porque Paul Verhoeven, Jeff Burr e Jeff Leroy são três caras cujas filmografias são compostas de vários filmes que já vi e revi. Sem falar que alguns desses títulos foram revistos mais de uma vez.

Let's cut the crap!
Preparem-se para o top 10 Verhoeven, Burr e Leroy no Vá e Veja!!

PAUL VERHOEVEN


01. - ROBOCOP
02. - CONQUISTA SANGRENTA
03. - O VINGADOR DO FUTURO
04. - TROPAS ESTELARES
05 - SHOWGIRLS
06 - SOLDADO DE LARANJA
07 - INSTINTO SELVAGEM
08 - A ESPIÃ
09 - LOUCA PAIXÃO
10 - SEM CONTROLE



JEFF BURR


01 - COMBATE NA ESCURIDÃO
02 - EDDIE PRESLEY
03 - DO SUSSURRO AO GRITO
04 - SPOILER
05 - LEATHERFACE - O MASSACRE DA SERRA ELÉTRICA 3
06 - A NOITE DO ESPANTALHO
07 - O PADRASTO 2
08 - PUMPKINHEAD 2
09 - O MESTRE DOS BRINQUEDOS 5
10 - O MESTRE DOS BRINQUEDOS 4

  
JEFF LEROY

01 - HELL'S HIGHWAY
02 - RAT SCRATCH FEVER
03 - CREEPIES
04 - WEREWOLF IN A WOMEN'S PRISON
06 - CRACK
07 - THE SCREAMING
08 - PSYCHON INVADERS
09 - THE WITCHES SABBATH
10 - ALIEN 3000


Pois é... pois é... preciso escrever mais sobre esses sujeitos. Ainda existe alguém que acompanha esse blog? Caso sim, eu gostaria muito que o 1o. leitor dessa postagem escolha um filme de cada um dos três diretores e deixe essa listinha na caixa de comentários. ;-)

quarta-feira, julho 10, 2013

Algumas palavras sobre o 1o. AssombraCine

 

Quem não foi, perdeu! O 1o. AssombraCine, organizado por André Balaio e Roberto Beltrão de Melo, editores do portal  O Recife Assombrado, terminou sendo um sucesso. Houve uma pequena correria contra o tempo - auditório da Cultura precisava ser fechado às 21h, sem falar que eu deveria ser o mais falastrão dos convidados (valeu aí pela moderação, André hahaha) - mas o saldo geral foi mais do que positivo e a quantidade de pessoas que estavam presentes no público também foi muito expressiva.

Obrigado a André e Roberto pelo convite, a Daniel Bandeira (o 'scene stealer' do debate), Fernando Vasconcelos, Juliano Dornelles e Rodrigo Carreiro pela excelente companhia e participação no evento e a todos os amigos presentes no auditório da Livraria Cultura na noite de ontem.

Da esquerda para a direita: Rodrigo Carreiro, Juliano Dornelles, André Balaio, Daniel Bandeira, Fernando Vasconcelos e o (ir)responsável por este simpático blog.

Que venham os próximos encontros "horripilantes" do AssombraCine e d'O Recife Assombrado!

domingo, julho 07, 2013

Divulgação: AssombraCine - 1º Encontro de Cinema de Horror de Pernambuco



Por que tantas pessoas se dispõem a ficar quietas, dentro de uma sala escura, à mercê de criaturas medonhas como monstros que bebem sangue, espectros fantasmagóricos ou mortos fugidos de suas tumbas? Esse estranho comportamento – que desde o século passado garante o sucesso de bilheteria de incontáveis filmes de horror – será discutido no próximo dia 9 de julho, no AssombraCine. O debate é uma promoção do site O Recife Assombrado (orecifeassombrado.com) e está marcado para as 18h30, no auditório da Livraria Cultura do Paço Alfandega, no bairro do Recife. A entrada é franca.

Os debatedores serão os cineastas Juliano Dornelles e Daniel Bandeira, o crítico Fernando Vasconcelos (do site Kinemail), o cinéfilo Osvaldo Neto (pesquisador de cinema independente e editor do blog "Vá e Veja") e ainda Rodrigo Carreiro, coordenador do curso de Cinema da UFPE. A mediação dessa conversa será feita por André Balaio, um dos editores do Recife Assombrado. Os especialistas vão tentar responder a várias outras questões intrigantes, como quais são as novas tendências do gênero neste século e qual a influência do horror na atual produção cinematográfica pernambucana. O público vai poder participar fazendo perguntas aos debatedores. A equipe do projeto “Toca o Terror” também estará presente para falar do tema que mobiliza tantos fãs na Internet.

Serviço:
AssombraCine - 1º Encontro de Cinema de Horror de Pernambuco
Quando: Terça-feira, 9 de julho – às 18h30
Onde: Auditório da Livraria Cultura do Paço Alfandega

Participação no podcast Toca o Terror!


O 3o. episódio da 2a. temporada do podcast Toca o Terror já está disponível para o Horror do seu domingo. Nele, vocês terão o indescritível pavor de ouvir a minha voz, juntamente com as de Queops, Jarmeson e Geraldo, os comentaristas da casa, conversando sobre o bom e velho Cinema Exploitation e claro, sobre o livro Cemitério Perdido dos Filmes B: Exploitation, do qual eu sou um dos autores. Segundo o próprio amigo Queops em uma de suas falas neste programa, a publicação da Estronho e Esquésito é - até então - o melhor lançamento do ano. Boa diversão! :)

1o. RECIFE EXPLOITATION - O RETORNO

É com alegria que venho informar que a programação do 1o. RECIFE EXPLOITATION estará de volta na Sala João Cardoso Ayres da Fundação Joaquim Nabuco ainda neste mês de Julho. Conseguimos fazer a exibição de O VENTRE NEGRO DA TARÂNTULA e do Filme Surpresa (o surpreendente O PASTELEIRO, episódio de David Cardoso para o filme AQUI, TARADOS!) na quarta-feira 19 de Junho, mas as exibições dos dias 20 e 21 terminaram sendo canceladas por conta das manifestações ocorridas nestes dias, que comprometeram e muito o trânsito da Av. Agamenon Magalhães, principal via de acesso para o local do evento.


Algo de bom surgiu depois do lamentável interrompimento da mostra. O realizador catarinense Petter Baiestorf nos deu a benção para ZOMBIO 2: CHIMARRÃO ZOMBIES ser o nosso filme de encerramento. A estréia de ZOMBIO 2 se deu no último FANTASPOA - Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre, ocorrido em Maio deste ano. Nós também exibiremos um novo Filme Surpresa ao final da sessão do obrigatório BANQUETE DE SANGUE, de Herschell Gordon Lewis.

A entrada para o evento continua sendo gratuita, mediante a lotação da Sala João Cardoso Ayres (50 lugares, localizada no mesmo andar do Cinema da Fundação). Segue abaixo a programação do evento com comentários de minha pessoa sobre os filmes a serem exibidos.

SEGUNDA-FEIRA - 22 de Julho

19h - HASTA EL VIENTO TIENE MIEDO (1968)




Pérola do horror mexicano que ainda continua um tanto desconhecida no Brasil entre os admiradores do gênero, assim como o seu realizador Carlos Enrique Taboada, HASTA EL VIENTO TIENE MIEDO não investe em bizarrices, 'luchadores' e monstros de borracha, mas sim na construção de uma sombria atmosfera gótica que não fica a dever aos melhores filmes do italiano Mario Bava e as obras primas de Terence Fisher para a Hammer, produtora britânica que revitalizou o cinema de horror nos anos 60. HASTA EL VIENTO TIENE MIEDO tem o seu foco em um grupo de garotas que investigam estranhos acontecimentos ocorridos no colégio interno do qual elas são estudantes. Refilmagens desnecessárias não são exclusividade de Hollywood e esse filme também ganhou uma delas realizada no seu próprio país de origem em 2008, 40 anos depois do lançamento do longa original.

DVD, legendado em português, 88 minutos.

TERÇA-FEIRA - 23 de Julho

19h - BANQUETE DE SANGUE (1963) + FILME SURPRESA

Existe uma infrutífera disputa entre os admiradores do norte-americano Herschell Gordon Lewis e do nosso José Mojica Marins a respeito de qual dos dois seria o maior pioneiro no uso da violência explícita no cinema. Ambos tem a sua fundamental importância e ambos tem uma proposta que se mostra radicalmente contrária a do outro. Enquanto Mojica utiliza-se dela para causar um desconforto psicológico no espectador, Lewis utiliza-se dela para causar um desconforto gerado pelo excesso e pelo assumido mau gosto. E foi com BANQUETE DE SANGUE que Lewis e o produtor David F. Friedman escreveram seus nomes na história do Exploitation ao criar o primeiro filme 'Gore' da história, repleto de inépcia, imaginação, diálogos hilariantes, péssimas atuações e muita, mas muita cara de pau. Resumindo: um dos filmes mais obrigatórios da mostra.

DVD, legendado em português, 67 minutos.

QUARTA-FEIRA - 24 de Julho

19h - ZOMBIO 2: CHIMARRÃO ZOMBIES (2013)

Como se já não fosse o bastante chutar o pau da barraca com a exibição de BANQUETE DE SANGUE e O PASTELEIRO, a Mostra Recife Exploitation tem a satisfação de exibir ZOMBIO 2: CHIMARRÃO ZOMBIES. Trata-se do mais novo atentado contra o bom gosto do catarinense Petter Baiestorf e sua Canibal Filmes.

Na ativa como videomaker desde 1992, Petter é o (ir)responsável por obras como O MONSTRO LEGUME DO ESPAÇO (1995), BLERGH!!!! (1996), ARROMBADA: VOU MIJAR NA PORRA DO SEU TÚMULO (2007) e muitos outros títulos produzidos com baixo ou zero orçamento. Desta vez, o realizador contou com a ajuda física e financeira de muitos amigos e fãs ao redor do país para realizar a continuação de ZOMBIO, produzido e lançado em VHS no ano de 1999 e um de seus filmes mais conhecidos internacionalmente. Preparem-se para um verdadeiro festival de sanguinolência, gargalhadas, nudez, putaria e muitas mortes cometidas por zumbis nojentos e podrões no melhor estilo "Spaghetti Zombies". ;-)

DVD, áudio original, 83 minutos.

Obrigado de coração a todos os que assistiram as sessões de Junho e a todos aqueles que divulgaram e promoveram o evento. Estou contando novamente com vocês para divulgá-lo e estarem presentes conosco mais uma vez. Valeu!!