quarta-feira, abril 30, 2008

Hoje é dia de AMIGOS DE RISCO no Cine-PE!

Crítica do filme por Carlão Reichenbach.

Histórias de amizades incômodas já renderam alguns filmes notáveis como, por exemplo, O AMIGO AMERICANO, da época em que Wim Wenders ainda era inspirado.

AMIGOS DE RISCO, o longa metragem de estréia de Daniel Bandeira , parece beber da mesma fonte, mas, de certa forma, vai muito além do exercício noir do diretor alemão. Wenders buscava o distanciamento do espectador nos eventos irreversíveis; Bandeira faz da câmera um quarto personagem, colocando quem acompanha o filme no papel de testemunha ativa do calvário dos protagonistas.

As aventuras (ou desventuras) de dois jovens, que atravessam a cidade à noite, tentando levar um amigo ao hospital, são narradas com a mesma intensidade de um filme de horror. No caso, não é medo que sentimos, mas aflição. Num determinado momento do filme, somos convidados a experimentar sensações extremas de insegurança, angústia e impotência.

Pode-se dizer que o filme se divide em duas partes - subvertendo a construção convencional de três atos. Os primeiros quarenta minutos apresentam os três protagonistas na cadência de uma crônica urbana, dentro da premissa de Montaigne: "Não se consegue o universal senão através do ultra local.". Sabemos que o filme foi rodado em Recife somente pelo sotaque dos atores. Bandeira teve a sabedoria de escolher locações que poderiam ser encontradas em qualquer periferia, seja de São Paulo, Porto Alegre, Rio de Janeiro, ou mesmo Paris. A solidão em família, o vazio do trabalho indesejado e a inconveniência de um amigo desleal são feridas universais.

É na segunda parte, a longa jornada noite adentro rumo ao inesperado, que o filme inova e emociona. Sem o grilhão da amarração narrativa, Bandeira investe exclusivamente na criação de atmosferas. A impressão neste momento é a de que nos é arrancada a plataforma dos pés, nos obrigando o vôo livre em direção ao inesperado. Isto é o que eu chamo de cinema.

A opção em deixar a câmera agir livre e solta em relação aos atores me lembrou bastante outros dois ótimos filmes: O INVASOR, de Beto Brant, e MEU MUNDO EM PERIGO, de José Eduardo Belmonte. Alem do que, em O INVASOR somos também abandonados na madrugada de uma cidade às moscas, e no filme de Belmonte é a fatalidade que oferece algumas revelações.

Mas AMIGOS DE RISCO, curiosamente, me remeteu ainda mais à tradição social, amarga e sem firulas da dramaturgia de Gianfrancesco Guarnieri; especialmente do episódio por ele dirigido no longa metragem VOZES DO MEDO (concebido por Roberto Santos). Neste contundente segmento, Guarnieri mostra um pequeno grupo de operários que, no dia do pagamento, saem para tomar umas e outras, assistir strip-tease e, quem sabe, "pegar" mulher. A peregrinação noturna deixa também um saldo negativo e doloroso.

O mérito mais evidente do filme de Daniel Bandeira é a credibilidade de seus protagonistas. Além de bem dirigidos e convincentes, eles imprimem com exuberância a patética angústia do "povo amante" sem sorte ou futuro. Nada mais brasileiro.

No mais, é preciso destacar a participação magistral do ator Irandhir Santos (o amigo incômodo). Não é exagero afirmar que se trata de um dos melhores atores brasileiros da nova geração. Bastam dois segundos de Irandhir na tela para que a intuição do espectador detecte a proximidade do abismo.

Para aqueles que enxergam o cinema como uma aventura emocionante de descoberta humana, AMIGOS DE RISCO é uma experiência inesquecível.

Texto extraído do site amigo CINEMA ESCRITO

terça-feira, abril 29, 2008

Novidades no cenário B

Trechos de dois filmes que acabaram de ser finalizados!!

VAGRANT, de Lou Vockell




CHAINSAW CHEERLEADERS, de Donald Farmer, estrelando Tiffany Shepis

Uwe Boll apronta no YouTube

Nas últimas semanas, o nosso querido diretor alemamão Uwe Boll tem subido vários vídeos no YouTube atacando todo mundo... desde a turma que assinou a petição online dizendo que ele devia ir pra cadeia a Eli Roth e Michael Bay que acabaram sendo melhores e mais divertidos do que os seus próprios filmes. Lógico que ele está fazendo tudo isso só para chamar atenção pro POSTAL, que será lançado no mesmíssimo dia em que o esperado blockbuster INDIANA JONES IV.









Acredite... ainda tem mais. Clique aqui.

sábado, abril 26, 2008

Batendo um papo...

Antes de finalmente falar de O MASSACRE DE CHICAGO, gostaria de papear um pouco com vocês. Quem leu a caixinha de comentários do último post tomou conhecimento de duas coisas:

1 - Eu encarei uma exaustiva (como de costume...) semana de provas e trabalhos na faculdade. Fiquei acabadaço mesmo.

2 - Estou devendo 1 real ao Leandro Caraça. Sabia que tinha deixado escapulir coisa demais quando disse "chegou perto..." pro David quando ele sugeriu que OS CINCO DE CHICAGO era o filme do Corman que eu tinha visto naquela noite de sexta-feira. Leandro, favor passar seu endereço via e-mail hehe.

E é isso, pessoal... demorei, mas voltei. Quem pensou que o VÁ E VEJA teria o seu fim com o sorrisão de Mr. Corman aí embaixo estava muito enganado. Se bem que essa seria uma bela maneira de encerrar as atividades blogueiras, mas isso é uma coisa que não pretendo fazer tão cedo, mesmo com a vida estando um pouco mais complicada agora: últimos períodos na faculdade, obrigações extras e por aí vai. Mal teve um feriadão e vamos ter mais outro (uia!!), vi filme pra burro esses tempos e boa parte da energia perdida tem sido bem recuperada. A falta de concentração e a preguiça para escrever algumas linhas sobre qualquer coisa que achei interessante durante as minhas horinhas de lazer em frente ao computador deram lugar ao retorno do prazer de dividir um pouco de minha vida e opiniões sobre cinema. Espero compensar essa falta de atualizações nesta semana que se segue, pois eu tenho, pelo menos, 5 filmes em mente para mandar ver nas minhas próximas entradas no blog. Nem vou dizer os títulos pra não criar expectativas e acabar acontecendo o mesmo da última vez! Sei que estou devendo há séculos os meus comentários sobre aquela beleza de filme chamada RAMBO IV. Eu mesmo não consigo imaginar esse blog encerrando o ano sem um textinho a respeito dele, não vou repetir a besteira que fiz no ano passado com ROCKY BALBOA, TROPA DE ELITE, OS DONOS DA NOITE e vários outros filmaços que gostei muito de ter assistido em 2007. Se bem que com bons filmes como os citados não existe essa de data e nem hora para serem comentados e recomendados, a exemplo deste que você lerá as minhas pequenas impressões em pouco tempo. Fico muito agradecido pelas palavras bacanas e o apoio que tenho tido de vários amigos, parceiros e leitores deste meu pequeno espaço na blogosfera brasileira que já já completará 2 anos de existência aos trancos e barrancos. Quem diria, hein? Valeu!!

sábado, abril 05, 2008

82 anos de Roger Corman


Por coincidência, ontem à noite eu troquei a cervejinha por um dos melhores filmes que ele dirigiu. Só não vou dizer qual é, pois ele será o assunto do próximo post, claro.

A mais longa crítica do mundo!

MJ Simpson fala de EVIL CALLS:

http://www.mjsimpson.co.uk/reviews/evilcallsa.html

Segundo o autor, ela contém 22.000 palavras!! Um novo recorde?

Trailers de SEED e TUNNEL RATS

Além de EM NOME DO REI, POSTAL e FAR CRY, Uwe Boll também vai lançar dois filmes este ano que - milagre? - não são adaptações de videogame e ainda por cima me despertaram uma positiva curiosidade pelos seus trailers. Confiram eles abaixo:

SEED



TUNNEL RATS



E quem diria... Hector Babenco também é fã de Boll. Reparem na revista que ele usou no repórter do programa CUSTE O QUE CUSTAR hehe.

quarta-feira, abril 02, 2008

Hell Club - Amigos da Boca do Inferno

Aviso do amigo Marcelo Milici no orkut aos leitores do Boca. Como acredito que o blog tenha vários visitantes do site além da minha pessoa, resolvi postá-lo aqui para dar uma força.

"O site Boca do Inferno ficou fora do ar da segunda-feira (17/03) até terça-feira (25/03) devido a uma sacanagem proferida pelo nosso provedor de hospedagem, Insidehost.com.br. Eles simplesmente tiraram todos os sites que hospedavam do ar para fazer modificações no servidor - sem dar um aviso sequer. Já existe até uma Comunidade (Excluídos da InsideHost), onde os sem-hospedagens discutem maneiras de resolver a situação na justiça...

Desde a sua criação, o site nunca havia ficado tanto tempo fora do ar. E o pior é que duas semanas antes, havíamos pago a anuidade do provedor (R$256). Estamos brigando com a Insidehost para resgatar esse dinheiro, mas sabemos que a briga vai durar um bom tempo.

Somente agora pouco consegui terminar de enviar o site Boca do Inferno.Com para um novo provedor de hospedagem - MegaHost.Com.Br. Foram dois dias sem desligar o computador, enviando todos os mais de 150.000 arquivos...

Seguindo a sugestão das pessoas que comentaram no Tópico "Site Saiu do Ar?", resolvemos, agora, pedir a ajuda de vocês.

Já tentamos vender camisetas e revistas, mas os gastos ainda são maiores do que os lucros. Só de envio para o correio de DVDs promocionais, anualmente, sai mais de R$150.

Assim, estou fundando o "Hell Club - Amigos da Boca do Inferno" para ver se conseguimos arrecadar alguns fundos para manter o site no ar.

Estou verificando um modo de colocar cadastro no site para aqueles que quiserem fazer doações mensais e assim participarem diretamente das promoções de DVDs, revistas e camisetas! Seriam os "infernautas de carteirinha"! Como não entendo bulhufas de PHP, o cadastro está meio difícil de ser feito.

Mas, antes de qualquer coisa, vou deixar uma conta de Banco para aqueles que puderem ajudar a tapar o rombo criado pela InsideHost. Não precisa avisar, nem dizer quanto ajudou.

E o site, de modo algum, será PAGO - antes que pensem nessa possibilidade. Ele simplesmente tentará sobreviver de doações. Quando não tiver mais como mantê-lo no ar, ele voltará para o limbo!"

Conta para Depósito:
Caixa Econômica
Juliana Paulon
Agência: 0346
C.Poupança: 013 00401352-6

Com uma pequena doação de 2 reais ou até mesmo 1 real por mês de cada leitor fiel, o Boca do Inferno conseguirá sobreviver sem Marcelo continuar retirando do próprio bolso, coisa que ele estava fazendo todos esses anos. Corte apenas uma latinha de cerveja que você toma todo mês e destine esse dinheirinho para ajudar o melhor site dedicado ao cinema de terror e ficção da América Latina a crescer.

Obrigado.